Atendimento: uma questão de postura!

Se você não gosta de sorrir, de se colocar no lugar do outro, de ajudar o outro, jamais deveria trabalhar com atendimento. E essa atitude é da pessoa, muitas vezes a empresa não tem o que fazer com um profissional que possui um comportamento inadequado para o atendimento.

Sabe qual é a estratégia para atender bem? É atender com amor, simples assim. Quando existe amor, existe respeito, consideração, existe importar-se com o outro. Você pode passar o dia inteiro no caixa do supermercado e passar milhares de pessoas na sua frente, você precisa sorrir e dar um bom dia para cada uma delas. E este bom dia precisa ser caloroso, porque cada cliente é único e merece sua atenção.

No seu dia a dia, o profissional de atendimento vai presenciar algumas situações como um cliente insatisfeito, um cliente com pressa, ou aquele cliente que quer conversar. A empatia, então, entra neste momento, você se coloca no lugar deste cliente e consegue atendê-lo da melhor forma possível. Ouça seu cliente, você tem muito que aprender com ele. Lide com as reclamações sem se ofender e procure entender por que o cliente está agindo daquela forma.

 

“Atendimento ao cliente não é uma técnica a ser implantada, mas uma postura a ser cultivada.”

(Mário Persona)

 

A empresa pode ter tudo funcionando perfeitamente, mas se o seu atendimento deixar a desejar, o cliente vai deixar a empresa. Todos os casos de clientes, todos, podem e devem ser resolvidos. Se a empresa acha que o cliente não tem razão, existe uma razão para isso. Talvez este cliente esteja simplesmente mal informado sobre algo. Talvez o cliente esteja “de mal com a vida”, ainda assim você pode conquistá-lo.

A regra é simples: sorria e resolva!

Compartilhe