De onde vem o dinheiro que sua empresa ganha?

Começo este texto enfatizando: sua empresa deve fazer de tudo pelo cliente! O cliente satisfeito, ou melhor, o cliente encantado é quem mais vai vender pela sua empresa. Ele quem vai falar bem ou mal. A excelência está nos detalhes e não é tão difícil assim prestar atenção neles e deixar o cliente feliz.

Pesquisa realizada pela Millward Brown Vermeer, com líderes de marketing e executivos de 60 países, mostra: a centralidade no consumidor é a peça-chave na estratégia de negócios de 91% das companhias de alta perfomance. (Fonte: Revista da ESPM)

Para que a empresa possa oferecer um atendimento de alto padrão, ela não precisa oferecer um espumante ou estender um tapete vermelho. Em algumas ocasiões, sim, isso precisa e vai bem. Mas o que se quer dizer, aqui, é que detalhes simples fazem toda a diferença. Por exemplo, reconhecer um erro e procurar uma solução imediata para o cliente.

“Clientes podem demitir todos de uma empresa, do alto executivo para baixo, simplesmente gastando seu dinheiro em algum outro lugar.” (Sam Walton)

Tive a honra de assistir uma palestra na qual eles falavam sobre o atendimento da Disney. Para eles clientes são chamados de “convidados”. O que se faz quando vai receber convidados em casa? Deixamos tudo organizado, procuramos conhecer o gosto deles e é feito de tudo para que saiam felizes e queiram voltar outras vezes na nossa casa.

Sabe a generosidade e hospitalidade das pessoas que moram no interior? Simples assim! A relação cliente x empresa precisa ser pautada por princípios básicos de educação, respeito, confiança e por aí vai. O famoso jargão: tratar os outros como gostaria de ser tratado.

O bom, nessa história, é que tratar um cliente com respeito, transparência e qualidade é fácil sim e, ainda mais, é grátis! Não tem desculpa. É pegar ou largar para a concorrência.

Compartilhe